Monday, September 28, 2009

Nuvem de Fumo


Sábado, 3 de Outubro, pelas 18h00 no Café Aloha.
Apresentação do livro "Nuvem de Fumo" de J.J. Silva Garcia.
Encontramo-nos por lá!

Sunday, September 27, 2009

Parabéns Silva Marques!



Chego a não ter palavras. Há momentos assim... como este.
Sei que te estimo, que te recordo frequentemente, e sobretudo, vivo circunstâncias na minha vida, em que me oriento por sábios sentimentos teus!
Há pessoas que nos fazem uma falta incrível e, que por isso mesmo, nos acompanham uma vida inteira!
.
PARABÉNS SILVA MARQUES!
Recebe outro beijinho,
.
Cristina Torres

Saturday, September 26, 2009

Acidente com Sacha





Atropelei a Sacha. Ontem quando chegava a casa, já tarde – e talvez por isso mesmo, por chegar um pouco fora de horas –, a cadelinha queria demonstrar a sua tanta alegria e… num ápice… zás! Que desespero meu!!!
A Sacha passou a noite na Clínica, debaixo de vigilância médica, e hoje, já em casa encontra-se bem. Felizmente!

Será?


Fiquei sozinha, e aos poucos a duvida foi tomando forma: chegaremos a viver, intensamente, a maior parte da nossa vida?

Wednesday, September 23, 2009

Sigmund Freud


Foi há setenta anos, dia 23 de Setembro de 1939, que Sigmund Freud morreu em Londres. Ainda hoje, o pai da psicanálise dá que falar!

Monday, September 21, 2009

Falta o silêncio!



E o silêncio? Hoje, não está presente em nenhuma cidade, não se encontra em nenhuma rua, não envolve, não respira e não habita em nenhum lar!
Pergunto-me: como sobreviveremos, se o silêncio não está em nós?
Falta silêncio. Um silêncio vigilante, atento, ponderado… Um silêncio verdadeiramente luminoso, que preencha a alma! Porque este silêncio que nos rodeia, trata-se de um silêncio ausente e presente, e que, teimosamente vai preenchendo o nosso dia a dia, posando-o - por fim - vazio! Assim meio despido. Meio solitário.
Só!

Sunday, September 20, 2009

Um pasmo que pesa!


Revelou-se uma surpresa, por isso ninguém foi capaz de responder.
Com certeza que não!

Algum dia deixará de doer?


"Ela olhou para o seu rosto jovem, tão cheio de ternura e preocupação; e recordou-se do motivo que a levara a fugir de toda a gente e a procurar isolamento ali. Sentia uma vontade imensa de o beijar, e via-lhe nos olhos que o desejo era retribuído. Cada nervo do seu ser lhe dizia para se atirar nos braços de Jack, mas sabia o que lhe cabia fazer. Apetecia-lhe dizer: «Amo-te como uma tempestade de trovoada, como um leão, como uma fúria incontrolável»; todavia, ao invés, disse-lhe: - Acho que me vou casar com o Alfred.
Jack ficou a olhar para ela, pasmo de espanto. Depois a tristeza foi-se-lhe estampando no rosto, uma tristeza velha e sábia, incomportável com a idade que de facto tinha. Aliena julgou que ele fosse começar a chorar, mas ele não chorou. Em lugar disso, foi a raiva que lhe viu no olhar. Abriu a boca para falar, mudou de ideias, hesitou, depois por fim falou."
.
Ken Follett, in Os Pilares da Terra - Volume II

Saturday, September 19, 2009

Há dias assim...


Imprestável!
Há dias em que me sinto assim…

Wednesday, September 16, 2009

Conheço bem!


Conheço o sal...
.
Conheço o sal da tua pele seca
depois que o estio se volveu inverno
de carne repousada em suor nocturno.
.
Conheço o sal do leite que bebemos
quando das bocas se estreitavam lábios
e o coração no sexo palpitava.
.
Conheço o sal dos teus cabelos negros
os louros ou cinzentos que se enrolam
neste dormir de brilhos azulados.
.
Conheço o sal que resta em minhas mãos
como nas praias o perfume fica
quando a maré desceu e se retrai.
.
Conheço o sal da tua boca, o sal
da tua língua, o sal de teus mamilos,
e o da cintura se encurvando de ancas.
.
A todo o sal conheço que é só teu,
ou é de mim em ti, ou é de ti em mim,
um cristalino pó de amantes enlaçados.
.
Jorge de Sena

Sunday, September 13, 2009

Saúdade

"Saúdade é esperar que a farinha se refaça em grão."

Mia Couto, in Jesusalém


Monday, September 7, 2009

Transfusão

Por estes dias, vou precisar desta transfusão!
É uma necessidade premente para me reerguer!
UFF!!!

Friday, September 4, 2009

No mesmo caminho...


No mesmo caminho…
Quando os nossos olhares se acham e seguem uma mesma direcção, o momento é agradável. Quando não se encontram, perdem-se de nós, chegam a moer de tanta inquietação, despedaçam-se no chão. É por isso importante encontrá-los, apanhá-los à feição e, com bons modos, explicar-lhes o caminho!

Wednesday, September 2, 2009

...de verdade?


Já começaste a viver? (de verdade?)

Diz-lhe!


Diz-lhe que tens saudades. Que ninguém te faz tão feliz, como ela! Diz-lhe que a esperas! E que gostas tanto dela, que até dói! Diz-lhe que a amas de verdade! Diz-lhe!

Tuesday, September 1, 2009