Saturday, August 9, 2008

Encontro-te todos os dias


Dizem que o amor está em todo o lado. Confirmo. Tropeço nele, e
encontro-o no tempo, nos lugares…
nos momentos que damos aos outros, nos gestos, nos sonhos,
no ar ... e até nos odores presos às palavras que são nossas!
Não soubeste ou não quiseste esta forma autêntica de amar, a
que faz as pessoas ficarem juntas no pensamento e no ar…
Será que ainda posso ter aquela mulher?
Será que alguém ma trás de volta?

2 comments:

Anonymous said...

Gostava eu de te ver todos os dias...

rouxinol de Bernardim said...

O amor, talvez mais que a «saudade», é o aroma intrínseco da portugalidade.