Friday, June 1, 2007

Criança


Com os braços abertos, falo de amor.
Com os olhos, abraço a alma, e
com os sentidos despertos, recebo.
Os laços de vida são imutáveis,
os sentimentos aderem em silêncio. Já,
os projectos de vida, podem renovar e inovar-se.
A vida é erguida com traços pessoais.
Quanto ao teu doce olhar, permanece.
O sorriso, esse, é contagiante e transbordante.
E o amor renova-te!
O desafio é traduzir "criança" para um sentido universal.

3 comments:

X-Ray said...

este post ta super hiper mega ri-fixe! in floribella

jmc said...

Olá Cristina

Para quando?
Em que momento as crianças serão mesmo crianças?
Seria óptimo poder responder!

Bjinho
jmc

rouxinol de Bernardim said...

Alguém disse: "O olhar de uma criança é Deus sorrindo para todos nós!"