Monday, June 25, 2007

MG - III


As opiniões dos cientistas dividem-se.
Para além das questões ambientais, os alimentos transgénicos podem originar dúvidas quanto aos riscos para a saúde humana. A tecnologia utilizada é recente, e os efeitos que os alimentos transgénicos podem causar no ser humano e no ambiente são desconhecidos.
Os cientistas levaram 45 anos para descobrir que o gás CFC era prejudicial à camada de ozono.
Em 1947, quando se iniciou a utilização de DDT na agricultura, só eram visíveis os aspectos positivos. Foram necessários 20 anos para que os malefícios à saúde humana fossem comprovados.
Como nasceu a MG?
O desenvolvimento desta técnica tem-se verificado a uma velocidade alucinante (semelhante à que observamos na Informática). Este tema ficou na ordem do dia, com a agricultura experimental - a MG pratica-se desde os anos 70. O início aconteceu com alterações implementadas nos genes de bactérias, através da MG no ADN - obteve-se uma bactéria, através de outra, com um gene resistente a um determinado antibiótico.
O processo utilizado para modificar o conteúdo genético consiste, basicamente, na inserção de genes de outras espécies; sejam elas vegetais ou microbiológicas. Os genes poderão ser retirados originalmente de formas de vida totalmente distintas. Por exemplo, um milho transgénico cuja característica implantada consiste na produção das suas próprias defesas contra insectos. Este milho poderá ter uma sequência genética alterada, através da inserção de genes de uma bactéria prejudicial para o insecto em questão.
Hoje é possível comprar, a empresas especializadas plasmídios (pequenas estruturas de ADN que são usadas como vectores - transportadores de genes), construídos com genes de 4 ou 5 organismos diferentes e mais uma peça sintetizada em Laboratório.
A primeira planta transgénica foi obtida em 1983, com a incorporação de ADN de uma bactéria. Em 1992 alcançou-se tomate, também por MG e, em 1994 já se comercializava tomate por MG, nos EUA.
"Frakenfood" é o nome que os ambientalistas deram a este tipo de comida; é uma mistura de Frankenstein e food.
Alguns cientistas consideram a MG uma conquista, para o progresso humano, e não um monstro a ser abatido.
Será?

1 comment:

rosa branca said...

Este mundo esta uma porra... ja nao sabemos o que pensar. O ADN tem ainda muitas surpresas para revelar.
Lembram-se do livro do Damºasio sobre "O erro de Socrates?"

Isto do ADN vai trazer muitas verdades ainda encobertas.